Número total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Jogos Paralímpicos - 2012


Um esclarecimento que se impõe!
Diversos órgãos de comunicação social veicularam nos passados dia 17 e 18 de Agosto que o Instituto Português de Desporto e Juventude (IPDJ) tinha garantido "que os pagamentos aos atletas paralímpicos que vão participar nos Jogos de Londres estão em dia". Por não corresponder à verdade o Comité Paralímpico de Portugal (CPP) vem por este meio proceder aos devidos esclarecimentos 2012-08-20 05:31Ler mais
Missão Londres 2012

Missão Londres 2012

Encontra-se constituída a Missão aos Jogos Paralímpicos de Londres 2012, que integra trinta atletas de cinco modalidades. 

2012-07-25 02:04Ler mais




Portugueses nos jogos

Histórico das participações portuguesas nos jogos paralímpicos

  • 8 Jogos Paralímpicos
  • 234 Atletas
  • 11 Modalidades
  • 85 Medalhas
  • 25 Medalhas de Ouro
  • 29 Medalhas de Prata
  • 31 Medalhas de Bronze


Medalhas por modalidades

  • 50 Medalhas no Atletismo
  • 22 Medalhas no Boccia
  • 2 Medalhas no Ciclismo
  • 1 Medalha no Futebol
  • 9 Medalhas na Natação
  • 1 Medalha no Ténis de Mesa

Primeira participação portuguesa 1972

  • 11 Atletas - equipa masculina de Basquetebol em Cadeira de Rodas

Pequim 2008

Nº de atletas paralímpicos portugueses
  • 35 Atletas:
    • 23 Homens
    • 12 Mulheres

Nº Modalidades

  • 7 Modalidades
  • 39 Provas

7 medalhas conquistadas

  • 1 Medalha de Ouro no Boccia
  • 3 Medalhas de Prata no Boccia
  • 1 Medalha de Bronze no Boccia
  • 1 Medalha de Prata no Atletismo
  • 1 Medalha de Bronze na Natação


Outros dados históricos


Fazem actualmente parte do Projecto de Preparação Paralímpica Londres 2012 os seguintes atletas:











 




  









Como se come na Assembleia da República




O Má Despesa já esteve a consultar o caderno de encargos do concurso para o fornecimento de refeições na Assembleia da República (AR) e encontrou várias pérolas, incluindo o facto de o documento ir alertando para a grafia pré e  pós-Acordo Ortográfico.
Um leitor já tinha chamado a atenção para o facto da ementa constituir “o critério mais importante na avaliação e subsequente selecção do fornecedor das refeições. Esta avaliação é feita tendo por base os tipos de produtos constituintes da refeição, sendo a ementa mais valorizada se dela fizerem parte os seguintes produtos: Perdiz, lebre, pombo torcaz, rola e similares, Lombo de novilho, Lombo de vitela, Lombo ou lombinho de porco preto (bolota) e Camarão/gamba grande (24 por Kg ou maior)”.

Que contrato é este?
“O contrato tem por objeto o fornecimento de refeições no refeitório e no restaurante do Palácio de S. Bento e a exploração de cafetarias da Assembleia da República, o fornecimento de café e chá nas reuniões de Comissões, ou outras que ocorram na Assembleia da República e, bem assim, o fornecimento de bebidas, produtos de pastelaria, salgados habituais, canapés e fruta nos coffee breaks, em quantidades e condições estabelecidas no presente Caderno de Encargos.”

A AR tem um restaurante para 10 almoços por dia!
A AR tem um restaurante e um refeitório. Tirando os dias de plenário, o restaurante da AR serve apenas 10 refeições por dia  A maioria das refeições são servidas no refeitório. “Durante o ano de 2011 no refeitório foram servidas, em média 280 refeições diárias, e no restaurante cerca de 40 nos dias de reunião plenária (quarta, quinta e sextas feiras) e 10 nos restantes dias.”

Cinco pratos à escolha no refeitório
Segundo o caderno de encargos, no refeitório terá de ser servida:
“-Sopa: normal e dieta (obrigatoriamente elaborada com base em nvegetais frescos e/ou congelados, sendo proibido o uso de bases pré-preparadas. São admissíveis sopas com elementos proteicos uma vez por semana – sopa de peixe, canja de galinha, etc.)
-Carne, peixe, dieta, opção, Bitoque;
-Pão, integral ou de mistura;
-Salada;
-Sobremesas incluindo, no mínimo, 4 variedades de fruta e 4 de doces/bolos/sorvete, além de maçã assada e salada de frutas.”

Mas há mais:
“- uma mesa com complementos frios (saladas), com no mínimo 8 variedades entre as quais se incluem, obrigatoriamente, tomate, alface e cenoura, além de molhos e temperos variados;
- uma mesa com um prato vegetariano e mais 4 componentes quentes vegetarianos (cereais, leguminosas e legumes).”

Curiosidades sobre ingredientes
Café: “O café para serviço nas Cafetarias deverá ser de 1ª qualidade, em grão para moagem local, observando lotes que incluam um mínimo de 50% de “arábica” na sua composição.”
Bacalhau: “O Bacalhau deverá ser obrigatoriamente da espécie Cod Gadusm morhua.Pode apresentar-se seco para demolha, fresco ou demolhado ultracongelado, observando-se como tamanho mínimo 1 Kg (“crescido”), para confecções prevendo “desfiados” (à Brás, com natas ou similares) ou 2 Kg (“graúdo”) para confecções “à posta”.
“Carnes de Aves:
“Peru (inteiro em carcaças limpas com peso superior a 5 Kg, coxas, bifes obtidos exclusivamente por corte dos músculos peitorais). Frango (inteiro em carcaças limpas com peso aproximado 1,2 Kg, coxas e antecoxas, bifes obtidos exclusivamente por corte dos músculos peitorais).
Pato”
A informação consta das fichas técnicas dos ingredientes pretendidos.

E qual o critério de adjudicação?
Determinante para vencer o concurso é mesmo a qualidade e variedade da ementa.
“1 - A adjudicação é feita segundo o critério da proposta economicamente mais vantajosa, pela aplicação dos seguintes fatores:
a) Qualidade e variedade das ementas apresentadas. Nível qualitativo das matérias-primas indicadas nas respetivas fichas técnicas: 50%;
b) Preço da refeição: 30%;
c) Preço do encargo fixo com o pessoal das cafetarias e manutenção: 20%.”

Palácio de Belém mais caro que Buckingham


 
O leitor do DN João Gaivão fez as contas. “Referia o DN de sábado quea Presidência da República emprega agora 500 pessoas. Numa recente publicação, é referido que o Palácio de Buckingham emprega 300. Será que Cavaco e a sua Maria necessitam de mais cuidados que a Rainha e o seu consorte? Ou será antes a eterna questão de os serviços públicos em Portugal empregarem muito mais gente do aquela que realmente necessitam, pagos por todos nós? No mesmo trabalho de investigação, referia-se que o orçamento da Casa Real britânica era de 46,6 milhões de euros e o da casa republicana de Portugal era de 16 milhões. Aparentemente, a monarquia é mais dispendiosa. Errado. Se dividirmos 46,6 milhões por cerca de 50 milhões de ingleses, dá bastante menos (0,93 euro) que 16 milhões por dez milhões de portugueses (1,6euro).” (Fonte: Diário de Notícias)

Um director regional adjunto precisa de motorista?




«O vereador da Câmara Municipal de Viana do Castelo do CDS-PP, Aristides Sousa (...) acumula agora com este cargo a nomeação para um cargo do Estado, tendo sido recentemente nomeado Director Regional Adjunto da DREN. cf. Diário da Republica (…) No âmbito das suas funções o Director-Adjunto usufrui, imagine-se, do privilégio de possuir um chouffer/motorista diário no trajecto entre a sua residência, Viana do Castelo e o seu  local de trabalho, Porto, numa distância de 70km!!!!! O seu Motorista vem e vai todos os dias do Porto pela A28, apagar portagem,a gastar gasóleo,  despesas de manutenção de automóvel e motorista. (...)»

Nota: O Má Despesa não tem como verificar a veracidade desta informação porque o Estado não disponibiliza online os titulares de cargos públicos que têm acesso a este tipo de benefícios

Egito: Mulheres em luta pela paridade de géneros


As mulheres egípcias não hesitaram em sair em protesto na Praça Tahrir, no Cairo, contra o regime e a exigir a saída de Mubarak em Janeiro. Cerca de um milhão de pessoas manifestaram-se durante 18 dias nessa praça da capital do Egito, um quarto desse número era constituído por mulheres. Um feito histórico num país onde a desigualdade de géneros continua bem enraizada na mentalidade das pessoas.
“Homens e Mulheres são iguais e têm os mesmos direitos tanto no Islão como no Cristianismo. Todas as religiões nos dão os mesmos direitos. Temos de falar para que todo o mundo nos oiça,” apelava uma das manifestantes.
Mulheres votam nesta quarta-feira (23) no Cairo (Foto: AFP) 
Mulheres fazem fila para votar nesta quarta-feira (23) no Cairo (Foto: AFP)
 Egito: Mulheres em luta pela paridade de géneros | euronews, mundo
Praça Tahrir é um ícone da Liberdade é neste lugar que todos os egípcios se reúnem para falarem sobre LIBERDADE.  Destacaria uma mulher que tem lutado contra tudo e todos pela forma como ainda alguns (muitos) egípcios olham para suas liberdades.
Nesta imagem, carruagens de metro exclusivas para mulheres.

  Por detrás deste Pôr do Sol está um dos países onde o assédio sexual mais se sente.






 

    








Mulheres protestam na praça Tahrir, no Cairo; elas acusam manifestantes de assédio sexual neste sábado

Mas no momento em que passavam pela praça, as mulheres foram atacadas por homens bem mais jovens, segundo as vítimas. "Caminhávamos em fila e os voluntários que estavam no local para nos proteger formavam cordões ao nosso redor", declarou uma participante à agência de notícias France Presse.
"Subitamente, vários homens avançaram contra o grupo. Tudo aconteceu muito rapidamente. Sentia uma mão ou duas, mas tive sorte, um homem me tirou do local imediatamente. Mas várias mulheres foram tocadas", acrescentou.
Muitas mulheres, egípcias e estrangeiras, reclamam que são vítimas de toques ou frases obscenas diariamente nos espaços públicos.


Algumas pequenas mudanças:

O presidente do Egito, Mohammed Mursi, nomeou uma equipe de quatro assessores que contam com uma mulher, um copta, um salafista e um dirigente da Irmandade Muçulmana, segundo anunciou nesta segunda-feira o porta-voz da presidência.
Em entrevista coletiva no Cairo, o porta-voz Yasser Ali informou que a equipe será formada pelo intelectual copta Samir Morqos, o líder do partido salafista Al Nour, Emad Abdel Gafur, a professora Pakinam Rashad Hassan, e o dirigente da Irmandade Muçulmana, Esam Ahmed al Haddad.

Pode ver o filme: Cairo 678 é um filme que trata do silêncio do mal.

video

Fayza, Seba e Nelly. Três mulheres egípcias com vidas completamente diferentes se unem para combater o machismo que impera no Egito contemporâneo e que está em todos os lugares: nas ruas da cidade do Cairo, no trabalho e dentro de suas próprias casas. Determinadas, elas se unem e iniciam uma série de ataques contra os homens que ousam molestá-las. Quem são essas misteriosas mulheres que tem a coragem de enfrentar uma sociedade baseada na superioridade masculina?

Título original: 678

2010, 100 min, cor (Drama)
Egito

Diretor: Mohamed Diab
Roteiro: Mohamed Diab
Produção Executiva: Boshra
Direção de Fotografia: Ahmed Gabr
Direção de Arte:
Edição: Amr Salah El din
Trilha Original: Hani Adel

Elenco
Nelly Karim (Nilli Karim), Bushra (Bochri), Maged El Kedwany (Majid Kadouani), Ahmed El Fishawy (Ahmed El Feshawy / Ahmed Fichaoui), Bassem Samra (Bassim Samra), Sadwan Badr (Saousan Badr)

Prêmios:
Third Eye - Asian Film Festival
Melhor Filme (Grande Prêmio do Juri)

Dubai Film Festival
Melhor Ator e Melhor Atriz

Chicago International Film Festival
Melhor Filme e Melhor Ator (Maged El Kedwany)

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola