Número total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

O que diz a esquerda sobre Marcelo Rebelo de Sousa

Carlos de Matos Gomes
  

A eleição de Marcelo Rebelo de Sousa para presidente da República Portuguesa é uma TAC à sociedade portuguesa. Nós gostamos de TAC, de ressonâncias magnéticas e exames assim. O Professor Marcelo é um assumido hipocondríaco. Estamos, os portugueses e o seu novo presidente da República, bem uns para os outros.  De parabéns. A saúde primeiro. Depois o divertimento. Muita televisão.
Entre candidatos com várias competências, os portugueses escolheram um cronista social para presidente da República. Desde 1999, data em que saiu da presidência do PSD, que o Professor Marcelo tem como actividade mais visível a crónica social nas televisões. Como cronista social, o Professor Marcelo critica eventos sociais e políticos, sem nunca tomar posição sobre qualquer assunto. É a função do cronista. Não foi o cronista Fernão Lopes que combateu em Aljubarrota, nem que se apresentou às cortes para assumir a responsabilidade de reinar.
O Professor Marcelo tem sido a mosca de que os portugueses comuns dispõem no mundo dos “famosos” da política ou da finança. Ele voa, poisa aqui e ali, no ombro deste e no rego dos seios daquela e depois surge dominicalmente nos ecrãs a classificar as atitudes e os comportamentos dos que participaram nos eventos: o primeiro ministro esteve bem, já a ministra estava assim-assim.  A viagem do secretário foi um flop. Mas o discurso do governador foi muito bem conseguido. Fulano está firme. Cicrano está periclitante. Há coisas que, embora sejam verdade, não podem ser ditas. Um ponto negativo, portanto. Para a semana cá estaremos, Judite.
Os portugueses e as portuguesas gostam de saber o que se passa no mundo dos ditos famosos, no Conselho de Estado, por exemplo – e o Professor Marcelo é membro do Conselho de Estado. E gostam de saber o que se passa nas altas esferas da banca e o Professor Marcelo é amigo e convidado dos banqueiros. Os portugueses não querem saber a opinião do cronista sobre os problemas que foram discutidos. Os portugueses não querem saber se nos mantemos no euro, ou se a dívida é sustentável. Os portugueses querem saber o que o Professor Marcelo lhes tem a dizer sobre a rasteira que Passos Coelho passou ao Paulo Portas e que levou o tartamudo do ministro Gaspar a ir para o FMI e ser substituído por Maria Luís, antiga professora de Passos Coelho. O Professor Marcelo sabe que é isso que os portugueses querem saber. Que são estes truques e fintas que para eles são a política, a alta política. O Professor Marcelo, sabe, como o Correio da Manhã, que os portugueses o que querem saber é das facadas que foram dadas nos eventos em que o Professor Marcelo esteve, ou podia ter estado. E, para apaziguar consciências, o Professor Marcelo faz uma citação do Papa Francisco. Benção Urbi et Orbi.
Há uns anos esta actividade de cronista social tinha muito público, mas era pouco considerada. Muitos dos cronistas até assinavam com pseudónimo, eram a Pitonisa – o Indiscreto – o Periscópio.  Andavam pelas páginas da Maria, primeiro, depois da Gente, mais tarde da Caras. Foram subindo os degraus da fama entre os que falam dos famosos.  O Professor Marcelo elevou esta actividade rasteira à categoria de sermão papal das varandas da basílica de São Pedro. Ele é hoje o Papa da crónica social. Tem altar nas televisões. O mérito a quem o merece.
O cronista social, que no caso do Professor Marcelo assumiu a dignidade de “comentador político” é a evolução – o up grade – do antigo mexerico, do murmúrio de café e barbeiro. Os portugueses pelam-se por mexericos. Logo, escolheram para presidente o Professor Marcelo. Estão bem servidos.
O mexeriqueiro, tal como o cronista, tem uma enorme vantagem sobre os restantes cidadãos que agem, que fazem, que tomam decisões: aponta os argueiros nos olhos dos outros e assim desvia as atenções dos seus.  Há mais de dois milhões de portugueses que nunca viram um argueiro no olho do Professor Marcelo e nunca duvidaram das suas palavras. É um share televisivo impressionante. Vai ser difícil substituí-lo.
Mas agora o Professor Marcelo tem um problema: é ser o Professor Marcelo. O que é um nome artístico, um bom nome para ilusionista, por exemplo. Ele nunca quis ser o professor Rebelo de Sousa, assumir a seriedade, a gravidade e a responsabilidade de uma linhagem. Ele quis ser o Professor Marcelo, uma personagem do espectáculo, dos eventos, um socialite.
O presidente que foi eleito dia 24 tem duas opções, ou mata o Professor Marcelo e passa a ser o presidente Rebelo de Sousa, que os portugueses não conhecem e não elegeram, mas que pode dar uma aparência de normalidade e bom senso à função, transmitir alguma confiança, enfim. Ou mantém o registo com que foi eleito: O espectáculo do Professor Marcelo agora em Belém, depois de uma longa temporada de sucesso nas televisões! Sinceramente, prefiro esta segunda hipótese. O Professor Marcelo vive feliz no seu papel. Que haja um português feliz na presidência da República, é o meu voto. Rebelos de Sousa há muitos.
Do pensamento do político e académico do professor Rebelo de Sousa conhecem-se três obras: “A revolução e o nascimento do PPD”, a fotobiografia do pai, Baltazar Rebelo de Sousa e o manual universitário Direito Administrativo Geral, com André Salgado de Matos – embora o Professor Marcelo se apresente como constitucionalista e não como administrativista. É alguma coisa, embora eu me dê mal com qualquer administração e considere os seus direitos sempre excessivos e em meu desfavor.
Tudo o resto a propósito do Professor Marcelo são crónicas e fait divers de um tipo divertido e reinadio. Historietas de um primo que todos temos nos ministérios e que nos conta o que ouve entre portas. Os portugueses esperam ter notícias e comentários em primeira mão, agora que o Professor Marcelo ocupa o mais importante estúdio da nação.
Viva a República Televisiva Portuguesa.

Compadre do CAVACO (cruzaram filho com filha...)

VIVE no ESTORIL, NUMA DAS CASAS QUE ERA DO EMPRESÁRIO JORGE DE MELO (na Quinta Patino) e, ao que consta, é também proprietário de mais um lote anexo.
(tudo em nome de sociedades offshore).


VIVE, SEM SE ESCONDER
numa  mansão no Estoril, bem perto da escola de hotelaria: uma excelente piscina sempre aquecida, um jardim, casa de bonecas para a neta, ar condicionado (vindo de um pais nórdico) e um casal de caseiros, vindos da Colômbia expressamente para o cargo (muito úteis, pois não sabem uma palavra de português). A esposa actual (Xana, durante muitos anos,uma das muitas amantes que tinha e a quem oferecia carros topo de gama),esbanja em compras para ela e amigos (botas, roupas, animais - cada coisa na ordem dos 600 euritos, simples prendinhas numa tarde de ida às compras).
Oferece jantares em «restaurantes in», caça no Alentejo com amigos, passeia às descaradas por Cascais e pelo Estoril.

Tem um bruto empreendimento em Cabo Verde, na ilha do SAL
(O Sal é aquela ilha, onde o BPN criou umas "sucursais" e um banco mais ou menos virtual, com que se faziam umas operações de lavagem de dinheiro e fugas ao fisco…)

Esteve, pois, ligado ao BPN, aquele banco que estamos a pagar. E possui uma editora, à frente da qual está a excelsa Zita Seabra, primeiro deputada do PCP, depois do PSD. Gente ilustre é outra coisa.
MAIS UMAS DICAS:
0 - Tem um processo de investigação em curso,
1 - Negou coisas que o seu chefe disse.
2 - Esteve muito ligado a um grande partido,
3 - Sabe fazer umas cantarolas,
4 - Também sabe jogar golfe.
5 - Desde há uns meses nunca mais se ouviu falar dele.

De quem falamos????
(...ver resposta abaixo...)


Dias Loureiro!... ILUSTRE COMPADRE DE CAVACO SILVA, CUJA FILHA SE CASOU COM UM FILHO DELE
Há trinta anos, um advogadozeco "pé rapado", em Coimbra, a viver actualmente à grande e à fartazana, à custa da impunidade que grassa neste Portugal.

É o dono do maior Resort Turístico da Ilha do Sal...
Alguém dá por ele na nossa imprensa?
Como vêem é fácil fazer esquecer um roubo superior a mais de 5 mil milhões de euros, quando se tem amigos bem instalados.

Os PARASITAS da EUROPA!!!!...

Circulem estas fotos...QUE VERGONHA
 
         São uns sacrificados........ 
Os PARASITAS da EUROPA!!!!...
         É tão bom ser deputado, lá ou por cá, tanto faz!!!!!!!
Que circulem estas fotos...
VAMOS ACABAR COM ESTA VERGONHA!
O QUE EU DESTACO DAS FOTOGRAFIAS, É O SEMBLANTE DE RESPONSABILIDADE DE CADA DEPUTADO EUROPEU QUE PROCURA, NAQUELE PARLAMENTO, PÔR EM PRÁTICA TODOS OS SONHOS DAS SUAS CANDIDATURAS.
POR ISSO É IMPORTANTE VOTARMOS, A VER SE, COM A NOSSA QUOTA-PARTE, AJUDAMOS AQUELE COVIL DA POLÍTICA EUROPEIA, A TRANSFORMAR A EUROPA NUM LUGAR APRAZÍVEL, ONDE TODOS POSSAM DORMIR DESCANSADAMENTE.
Verdadeiramente vergonhoso!
 Description: 2DB43845ACC9462AA4EFD1D3151E760E@utilizadorPC

Parlamento europeu em sessão.
Que circulem estas fotos... uma e outra vez... e outra.... sempre
sem parar para que todos saibam.

PRODUTIVIDADE NO PARLAMENTO EUROPEU.....
RECEBEM 12.000 EUROS AO MÊS!

European MPs at work in Brussels

Muitos deputados a dormir!...
Description: F4EE8E8E11604E74AA1DE0DFF18E3E26@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: A8E42D6F024D44D38F65362A947D3F52@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: CD885DA59FDE4EA6AFB4CC7A634DDFAE@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: 8A877096125941DCA3C06AE46BFD76EB@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: 07B6DEDD7E6E4A87A629F832A73A8530@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: EDB4EFC4F925487089B43E03F5677922@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: 2BCD6D96338345208F32A4CBE10B0CF4@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: F196509C2D76412D92A8744B2649DCA9@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: 28E5AFF7E7EB498F93E129C59F0478BA@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

Description: 97390942B1174A748F4D1391D8115253@utilizadorPC
12.000,00 € AO MÊS

E NÓS TRABALHANDO COMO BURROS!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Gafes anedóticas em tribunais

Estas são piadas retiradas do livro 'Desordem no tribunal'. São coisas que as pessoas realmente disseram e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos, que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente.



Advogado : Qual é a data do seu aniversário?


Testemunha: 15 de Julho.

Advogado : Que ano?
Testemunha: Todos os anos.
__________________
Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afecta a sua memória?

Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afecta a sua memória?
Testemunha: Eu esqueço-me das coisas.
Advogado : Esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?
__________________

Advogado : Que idade tem o seu filho?

Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.
___________________

Advogado : Qual foi a primeira coisa que o seu marido disse quando acordou aquela manhã?

Testemunha: Ele disse, 'Onde estou, Berta?'
Advogado : E por que é que se aborreceu?
Testemunha: O meu nome é Célia.
___________________

Advogado : Diga-me, doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só saberá que morreu na manhã seguinte?
___________________

Advogado : O seu filho mais novo, o de 20 anos...

Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade é que ele tem?
___________________
Advogado : Sobre esta foto sua...o senhor estava presente quando ela foi tirada?___________________

Advogado : Então, a data de concepção do seu bebé foi 8 de Agosto?

Testemunha: Sim, foi.
Advogado : E o que é que estava a fazer nesse dia?
___________________

Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?

Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum.
Advogado : E quantas eram meninas?
___________________

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou o seu primeiro casamento?

Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?
___________________

Advogado : Poderia descrever o suspeito?

Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?
___________________

Advogado : Doutor, quantas autópsias já realizou em pessoas mortas?

Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...
___________________

Advogado : Aqui no tribunal, para cada pergunta que eu lhe fizer, a sua resposta

deve ser oral, está bem? Que escola frequenta?
Testemunha: Oral.
___________________

Advogado : Doutor, o senhor lembra-se da hora em que começou a examinar o corpo da vítima?

Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não... Ele estava sentado na maca, questionando-se por que razão eu estava a fazer-lhe aquela autópsia.
___________________

Advogado: Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor verificou o pulso da vítima?

Testemunha: Não.
Advogado: O senhor verificou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado: O senhor verificou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado: Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado: Como é que o senhor pode ter a certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado: Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e tirando o curso de Direito em algum lugar!!!

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

SOS - Síria

Reprodução/Reuters

Cidadãos sírios estão morrendo de fome em Madaya, cidade próxima à capital Damasco e sitiada pelo governo em meio à guerra civil no país, segundo denunciaram ativistas da oposição.
"As pessoas estão morrendo. Elas estão comendo coisas do chão. Estão comendo cães e gatos", disse à BBC uma ativista cuja família está em Madaya.
Relatos também dão conta de situação semelhante em dois vilarejos xiitas no norte do país, que são alvo de um longo cerco por parte dos rebeldes, onde moradores têm se alimentado de grama para sobreviver.
 Reprodução/Reuters
 Homem extremamente magro é visto em Madaya, na Síria
Após três anos de conflito, a Síria é hoje um dos países mais perigosos para uma criança. A afirmação faz parte do relatório divulgado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que estima em mais de 5,5 milhões o número de crianças afetadas pela guerra civil. Na imagem, um menino segura um cartaz em árabe que diz: "Se as crianças sírias sangrassem petróleo o mundo inteiro teria intervindo", durante uma manifestação contra o uso de armas químicas na Síria que deixou matou 1.429 pessoas, incluindo 426 crianças em agosto de 2013

Existe vida para lá da "morte" possivelmente não, mas estes miúdos merecem o nosso respeito e como é óbvio nem todos são terroristas. 
Mais notícias:
http://www.msf.org.br/noticias/siria-sitio-e-fome-em-madaya
http://internacional.elpais.com/internacional/2014/02/26/actualidad/1393421764_543929.html
https://news.vice.com/article/children-are-eating-leaves-off-the-trees-the-nightmare-of-the-siege-of-madaya-syria 

domingo, 3 de janeiro de 2016

A Cerveja e Seus 6 Benefícios à Saúde



Pouca coisa se compara ao sabor e textura de uma cerveja gelada, especialmente durante o verão. Apesar de ser a terceira bebida mais popular do mundo, a cerveja tem má reputação devido ao seu alto teor calórico, que faz com que muitas pessoas a evitem. Entretanto, pesquisas recentes revelam que a cerveja pode proporcionar surpreendentes benefícios para a saúde, sempre e quando for consumida com moderação.

Então, sirva-se de um bom copo de cerveja gelada, tome uns goles e acomode-se para ler este artigo!


Lembre-se que a cerveja é uma bebida alcoólica e o seu consumo deve ser feito de maneira responsável e moderada.

1- Reduz o risco de doenças cardíacas

O álcool, em todas as suas formas - seja como cerveja, vinho ou licor, é conhecido por sua capacidade de ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas. Pesquisas recentes demonstram que o consumo moderado de álcool torna o sangue mais fino, reduzindo, assim a ocorrência de coágulos. Além disso, o álcool aumenta o colesterol bom e ajuda a reduzir a pressão arterial.

2- Favorece a saúde dos rins

Ainda que o excesso de álcool seja uma das causas de problemas renais, está comprovado que a cerveja ajuda a reduzir e eliminar pedras nos rins, que se produzem quando há excesso de cálcio no organismo. A função da cerveja é evitar a formação desses depósitos de cálcio nos rins. Além disso, o alto teor de água da bebida facilita a limpeza e purificação dos rins.

3- Acredite, ela é nutritiva

Uma lata de cerveja de 350ml tem,  aproximadamente, 1gr de fibra, e quantidades importantes de vitaminas como as B6, B12, B3 e B2. Também é rica em silicone, um nutriente conhecido por sua capacidade para fortalecer os ossos.

4- Reduz o risco de diabetes

Em 2011, foi realizada uma pesquisa na Universidade Harvard com 38.000 homens de meia-idade, e foi demonstrado que, quando eles beberam 2 cervejas pequenas por dia, o risco de diabetes tipo 2 caiu para 25%. É importante frisar que trata-se de um benefício proveniente de uma quantidade moderada de cerveja.  


5- Pode reduzir o risco de ocorrência de câncer

Além das vitaminas que mencionamos anteriormente, a cerveja contém antioxidantes que podem eliminar as toxinas do nosso organismo. Um estudo realizado em Portugal revelou que as carnes marinadas em cerveja poderiam eliminar até 70% da quantidade de substâncias cancerígenas e radioactivas associadas ao câncer. Se você não gosta de beber cerveja, agora sabe que pode também cozinhar com ela. 

6- Melhora a saúde do cérebro

Pesquisas recentes demonstraram que uma quantidade moderada de cerveja por dia poderia ajudar a prevenir o mal de Alzheimer, e a reduzir o risco de AVC.  Isso ocorre porque a cerveja melhora a circulação sanguínea e evita a formação de coágulos. Em um estudo realizado em 2005 com um grupo de 11.000 mulheres maduras, descobriu-se que aquelas que beberam uma cerveja pequena por dia apresentaram melhora no sistema cognitivo em relação às abstémias. A deterioração do sistema cognitivo mostrou também uma redução de 20%.

Moto 4 ou não mas que dá gozo dá.

video

Reflexões de Gabriel.J.G. Marquez







E ESTAMOS EM SILÊNCIO



Esta é, de longe, a melhor explicação para a situação terrorista muçulmana que eu já li. Suas referências ao passado histórico são precisas e claras. Não é longa, fácil de entender, e vale a pena ler. O autor é o Dr. Emanuel Tanya, um psiquiatra conhecido e muito respeitado.

Um homem, cuja família era da aristocracia alemã antes da II Guerra Mundial,  era dono de um grande número de indústrias e propriedades. Quando questionado sobre quantos alemães eram nazis verdadeiros, a resposta que ele deu pode orientar a nossa atitude em relação ao fanatismo.
"Muito poucas pessoas eram nazis verdadeiros ", disse ele, "mas muitos apreciavam o retorno do orgulho alemão, e muitos mais estavam ocupados demais para se importar. Eu era um daqueles que só pensava que os nazis eram um bando de tolos. Assim, a maioria apenas se sentou e deixou  tudo acontecer. Então, antes que soubéssemos, pertencíamos a eles; tínhamos perdido o controle, e o fim do mundo havia chegado. Minha família perdeu tudo. Eu terminei num campo de concentração e os aliados destruíram as minhas fábricas".

Somos repetidamente informados por "especialistas" e "cabeças falantes" que o Islão é a religião de paz e que a grande maioria dos muçulmanos só quer viver em paz. Embora esta afirmação não qualificada possa ser verdadeira, ela é totalmente irrelevante. Não tem sentido,  tem a intenção de nos fazer sentir melhor, e destina-se a diminuir de alguma forma, o espectro de fanáticos furiosos em todo o mundo em nome do Islão.

O facto é que os fanáticos governam o Islão neste momento da história. São os fanáticos que marcham. São os fanáticos que travam qualquer uma das 50 guerras de tiro em todo o mundo. São os fanáticos que sistematicamente abatem grupos cristãos ou tribais por toda a África e estão tomando gradualmente todo o continente em uma onda islâmica. São os fanáticos que bombardeiam, degolam, assassinam, ou matam em nome da honra. São os fanáticos que assumem mesquita após mesquita. São os fanáticos que zelosamente espalham o apedrejamento e enforcamento de vítimas de estupro e homossexuais. São os fanáticos que ensinam os seus filhos a matarem e a tornarem-se homens-bomba.

O facto duro e quantificável é que a maioria pacífica, a "maioria silenciosa", é e está intimidada e alheia. A Rússia comunista foi composta por russos que só queriam viver em paz, mas os comunistas russos foram responsáveis pelo assassinato de cerca de 20 milhões de pessoas. A maioria pacífica era irrelevante. A enorme população da China também foi pacífica, mas comunistas chineses conseguiram matar estonteantes 70 milhões de pessoas.

O indivíduo médio japonês antes da II Guerra Mundial não era um belicista sadista... No entanto, o Japão assassinou e chacinou no seu caminho por todo o Sudeste Asiático numa orgia de morte, que incluiu o assassinato sistemático de 12 milhões de civis chineses, mortos pela espada, pá, e baioneta. E quem pode esquecer Ruanda, que desabou em carnificina. Não poderia ser dito que a maioria dos ruandeses eram "amantes da paz"?

As lições da História são muitas vezes incrivelmente simples e contundentes, ainda que para todos os nossos poderes da razão, muitas vezes falte o mais básico e simples dos pontos: os muçulmanos pacíficos tornaram-se irrelevantes pelo seu silêncio. Muçulmanos amantes da paz se tornarão nossos  inimigos se não falarem, porque como o meu amigo da Alemanha, vão despertar um dia e descobrir que são propriedade dos fanáticos, e que o final de seu mundo terá começado.

Amantes da paz alemães, japoneses, chineses, russos, ruandeses, sérvios, afegãos, iraquianos, palestinianos, somalis, nigerianos, argelinos, e muitos outros morreram porque a maioria pacífica não falou até que fosse tarde demais.

Agora,  orações islâmicas foram introduzidas em Toronto e outras escolas públicas em Ontário e, sim, em Ottawa também, enquanto a oração do Senhor foi removida (devido a ser tão ofensiva?). A maneira islâmica pode ser pacífica no momento no nosso país,  até os fanáticos se mudarem para cá.

Na Austrália e, de facto, em muitos países ao redor do mundo, muitos dos alimentos mais comumente consumidos têm o emblema halal (o que é permitido por Alá) sobre eles. Basta olhar para a parte de trás de algumas das barras de chocolate mais populares, e em outros alimentos no seu supermercado local. Alimentos em aeronaves têm o emblema halal, apenas para apaziguar uma minoria privilegiada, que agora se está expandindo rapidamente dentro das margens da nação.

No Reino Unido, as comunidades muçulmanas recusam-se a integrar-se e agora há dezenas de zonas "no-go" dentro de grandes cidades de todo o país em que a força policial não ousa se intrometer. A Lei Sharia prevalece lá, porque a comunidade muçulmana naquelas áreas se recusa a reconhecer a lei britânica.

Quanto a nós que assistimos a tudo isto, devemos prestar atenção para o único grupo que conta - os fanáticos que ameaçam o nosso modo de vida.
Por fim, qualquer um que duvide que o problema é grave e apenas exclua este texto, estará contribuindo para a passividade que permite que os problemas se expandam. Então reenvie esta mensagem! Vamos esperar que milhares de pessoas, em todo o mundo, leiam e pensem sobre isto e também divulguem esta mensagem – antes que seja tarde demais.

E ESTAMOS EM SILÊNCIO

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola